Os times mais endividados do futebol brasileiro

Nem sempre resultados positivos no campo significam boa saúde financeira aos times de futebol. A maioria dos grandes times do Brasil tem dividas maiores do que seu faturamento anual. Apenas o Atlético Paranaense está livre de dívidas e tem 1,5 milhões de reais a receber. Os principais times do Rio de Janeiro ocupam quatro das cinco primeiras posições do ranking. E apenas Inter, São Paulo, Corinthians, São Paulo, São Caetano, Vitória e Grêmio Prudente tem dividas menores do que sua receita anual.

Dinheiros do Brasil (1986 / 1989) – Parte 3

Durante a década de 1980, a inflação galopava à taxa média de 330% ao ano. O dinheiro perdia o valor rapidamente e em 1986 o governo lança o Cruzado cortando três zeros do antigo Cruzeiro. As antigas cédulas com Rui Barbosa e Oswaldo Cruz são reaproveitadas apenas mudando o valor grafado e o nome da nova moeda. Novas cédulas são lançadas com Juscelino Kubitschek, Villa-Lobos, Machado de Assis, Portinari e Carlos Chagas estampando o anverso. Mas apenas três anos depois uma nova moeda é lançada para “atualizar” o valor das cédulas: é o Cruzado Novo. As três cédulas mais altas do plano anterior são reaproveitadas (Machado de Assis, Portinari e Carlos Chagas) ganhando um carimbo com o novo valor. E mais quatro cédulas novas são lançadas.

Confira a série completa de Dinheiros do Brasil

Valor do m² em São Paulo

Valores referentes ao preço médio do metro quadrado para apartamentos novos em São Paulo e região metropolitana.

__________________________________________________________________________________

fonte: EMBRAESP – Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio, em “Revista Qual Imóvel”, ed. 106.

 

Porque pagamos mais

O brasileiro é antes de tudo um forte. Somos históricamente sabotados pelo governo financeira e socialmente. Como se não bastassem os baixos salários e os impostos exorbitantes, ainda temos que enfrentar um problema muito mais profundo.

 

O Ciclo Virtuoso de Ford¹

Henry Ford é mundialmente conhecido por ter popularizado a fabricação de veículos em massa num método de linha de montagem. Mas sua genialidade foi muito além disso. O Ciclo Virtuoso de Ford foi uma sacada que Henry Ford teve ao perceber que pagando altos salários para seus empregados, ele estaria criando condições de vendas de seus produtos, ampliando sua atuação. A lógica é a seguinte:  1) Paga-se altos salários para seus empregados 2) Estes empregados consomem mais 3) Com o aumento do consumo, existe aumento na produção 4) Isto gera lucros que por sua vez garante o pagamento de altos salários fechando o ciclo.

Porque não funciona no Brasil?

Pela lógica do Ciclo Virtuoso de Ford, bastaria pagar altos salários para que o povo brasileiro começasse a consumir tudo o que sempre sonhou e gerasse lucros magníficos para empresas instaladas em nosso país e tudo seria maravilhoso. Mas isto se não tivessemos em nosso caminho um governo incompetente e se nós mesmos fossemos mais evoluidos como consumidores. Em primeiro lugar, os impostos criminosos que pagamos não são os únicos vilões pelo baixo poder de compra do brasileiro. O problema é mais complexo e profundo do que isto.

Voltando ao Ciclo Virtuoso de Ford se este modelo fosse seguido por aqui, o ciclo seria quebrado no consumo, pois com um alto salário o trabalhador passaria a investir em escolas particulares para os filhos, em convênios de saúde mais completos e em segurança particular, ou seja, ao invés consumir bens de consumo passaria e investir este salário em itens que o governo deveria fornecer gratuitamente. O consumidor continuaria pagando duas vezes por infra-estrutura: a primeira através de impostos que deveriam ser revertidos em bem feitorias e paga na segunda vez quando apela para sistemas particulares de ensino, saúde e segurança (entre outros). Deste modo, o lucro das empresas ficaria comprometido com o não retorno do dinheiro.

Gastar, gastar e gastar!

Por outro lado, os altos salários promoveriam um boom de consumo, o que causaria inflação pela incapacidade das indústrias de fabricar produtos que atendessem à demanda. isto porque o brasileiro tem a cultura de investir seu salário em bens de consumo. Não é raro ver pessoas assalariadas com dois ou três celulares na mão, mesmo que sem necessidade de tê-los. Em paises mais desenvolvidos, investir boa parte do salário em ações da bolsa ou em previdência privada é algo comum, o que não implica na equação “ALTOS SALÁRIOS = ALTO CONSUMO”.

Gostamos de pagar gato por lebre

O consumidor brasileiro aceita comprar produtos defasados e com qualidade inferior aos de outros países por preços muito mais altos. E como foi dito, a culpa não é só dos impostos, é também dos fabricantes que imbutem altas taxas de lucro nos preços finais e por último, a culpa é do consumidor que com não sabe direito avaliar o preço do produto que está comprando, ele apenas avalia se o valor das parcelas cabem em seu orçamento, se positivo ele compra! Já consumidores europeus, norte-americanos ou japoneses, por exemplo, só compram um carro popular, se ele valer o preço de um carro popular. Um Honda City jamais seria comprado nos Estados Unidos pelos R$ 55 mil que pagamos por aqui. Isto porque simplesmente aceitamos pagar gato por lebre.

E então ?

Só seremos consumidores respeitados e com poder de compra justo, quando o Brasil for um “estado previdência” que garante infra-estrutura básica de qualidade para sua população; Quando pagarmos impostos mais justos; E quando aprendermos a consumir com consciência… mas aí é mais fácil ir morar na Suíça.

As coisas mais caras do mundo

A nata, o supra sumo, a fina flor, tudo aquilo que nós reles mortais proletariados jamais poderemos comprar … com vocês, os artigos mais caros do mundo!!!

Residência Antilia – pertence ao magnata indiano Mukesh Ambani. Terá mais de 170 metros de altura, 27 andares, garagem para 168 carros, oficina mecânica, spa, ginásio, cinema, heliporto e tudo mais a que um bilionário excêntrico tem direito… está avaliada em 2 bilhões de dólares e será ocupada por Ambani, sua esposa e seus três filhos. Está sendo construida em Mumbai, cidade indiana superpopulosa e conhecida pela desigualdade social. Mas tudo bem, o importante é ser feliz.

———————————————————————————————————————————————–

A bebida mais cara do mundo é um conhaque com nome pomposo: Henri IV Dudognon Heritage. Além de ser produzido na região francesa de Cognac, o mé é embalado numa garrafa cofeccionada em ouro, platina e revestida com diamantes. Por apenas 2 milhões de dólares.

———————————————————————————————————————————————–

Mas se você não bebe e ainda sim tem 2 milhões de dólares dando sopa, o designer Stuart Witzman costurou centenas de rubis em um de seus sapatos com fios de platina e criou o sapato mais caro do mundo. Isso que é pisar em dinheiro!

————————————————————————————————————————————————

O carro mais caro do mundo é o Rolls Royce Silver Ghost 1907. Foi leiloado por 50 milhões de dólares. Na época do leilão, o calhambeque tinha 800.000 km rodados. Apenas 7876 unidades foram fabricadas.

———————————————————————————————————————————————

Se for o carro em produção mais caro do mundo, o titulo é do Bugatti 16/4 Veyron Nocturne . O carro tem motor de 16 cilindros, 1001 cv de força e chega a 400 km/h. Só o jogo de rodas e pneus custa 200 mil dólares e o preço de cada uma das 5 unidades do carro é de 1,65 milhões de euros ou 5,7 milhões de reais (na Europa). Esta versão especial foi feita exclusivamente para o mercado Árabe (sheiks e magnatas do petróleo).

——————————————————————————————————————————————

Esqueça os Rolex. O relógio mais caro do mundo é este Patek Phillipe totalmente mecânico. É caro por ter 24 funções, por ter levado três anos para ser projetado e mais cinco para ser manufaturado: seu por 11 milhões de dólares.

———————————————————————————————————————————————

Perfume: o perfumista Arthur Burnham se inspirou no Rolls Royce Silver Phantom Six para criar o Perfume Six. A singela embalagem é confeccionada em ouro 24 kilates, platina, rubis e diamantes. Por 96,5 mil dólares você se junta a Mike Tyson e Michael Jackson no seleto grupo de personas que compraram uma das 173 unidade produzidas.

———————————————————————————————————————————————–

Não é tão funcional e hi-tech quanto o iPhone, mas com certeza é o telefone mais caro do mundo. O GoldVish LeMillion tem 120 quilates de diamantes e está avaliado em 1,3 milhões de dólares. E também não é tão bonito quanto o iPhone (aliás, é bem feio).

————————————————————————————————————————————————

Com 5072 diamantes e 96 rubis enfeitando seu corpo de prata sólida e ouro, a caneta La Modernista foi criada pela companhia suíça Caran d’Ache em homenagem ao arquiteto Antonio Gaudi. Ah, o preço! Por apenas 265 mil dólares na Harrods de Londres.

———————————————————————————————————————————————-

Não é a foto do gramado de um estádio de futebol. É a obra de arte mais cara do mundo. Foi negociada por inacreditáveis 140 milhões de dólares. A Nb. 5, 1948 do artista Jackson Pollock foi comprada por David Martinez.

————————————————————————————————————————————————


Ele é feio, tem até um olhar sinistro, mas tem pulipas de safiras e a iris composta por 20 diamantes e é todo feito com fios de ouro. É dele o título de ursinho de pelucia mais caro do mundo! Produzido pela empresa alemã Steiff e custa 87,4 mil dólares.

———————————————————————————————————————————————–

Esta é para minha amiga Thaís: o corte de cabelo mais caro do mundo fica em Londres, o cabeleireiro Lee Stafford cobra 3,9 mil dólares cobra pelo corte “couture cut”. Com essa grana, eu cortaria o cabelo 572 vezes no barbeiro da esquina, o que daria 47 anos. Ou seja, eu cortaria o cabelo pelo resta da vida =-)

———————————————————————————————————————————————–

E para finalizar, este aqui até pode ser comprado por algum classe média metido a besta:  por 500 dólares a madama compra o esmalte Essie com pó de platina em sua composição. Ele é feito em parceria entre a revista Allure, PGI e Johnson Mathey.

Salário mínimo no mundo

Bem... o Brasil está bem mais embaixo, se quiser vê-lo, clique no link abaixo =-(

Nossos amigos (da onça) lá de Brasilia ficam fazendo e refazendo contas antes de autorizarem qualquer mísero aumento no salário mínimo, e quando o aumento finalmente vem, algum ministro figurão ou mesmo o presidente vai à TV fazer um pronunciamento heróico, sobre o “novo salário” mínimo que aumentou R$50,00. É verdade que estamos longe dos R$ 3.569,14 do salário mínimo dinamarquês, mas por outro lado estamos muito acima dos R$ 14,26 pagos no Burundi. Só para informação, o melhor salário mínimo da América Latina é pago pelos nossos hermanos argentinos: R$ 1.259,17   =-(

>> Confira a lista completa com o valor do salário mínimo pago em 159 países

—————————————————————————————————————–

fonte: http://en.wikipedia.org/wiki/Minimum_wages