Idade & sucesso

Vivemos numa época de ansiedade. Como sempre aconteceu na história da humanidade, todos corremos atrás do sucesso. Mas o mundo nunca esteve tão populoso, tão competitivo e exigente como hoje. Atualmente vemos crianças enclausuradas nas escolas em tempo integral aprendendo línguas estrangeiras, noções de economia, administração… e sofrendo de stress devido às cobranças que começam cada vez mais cedo, pois são crescem com a obrigação de serm bem-sucedidas. Histórias de prodígios que alcançam o sucesso e fortuna muito cedo pressionam as pessoas comuns cada vez mais. “Estou com 31 anos, já não deveria ter um belo patrimônio e muito dinheiro guardado? Já não deveria ter realizado a grande obra de minha vida?”  Muitas pessoas até mais jovens se fazem esta pergunta, mas se olharmos para trás veremos que grandes personalidades da história realizaram sua obra-prima que os lançariam ao sucesso em diversas idades e muitos deles em idade madura. Portanto, se você é jovem e tem aquela impressão de que o tempo está passando e seus esforços não estão mostrando resultados, relaxe e veja com que idade alguns gênios realizaram seus feitos:

Charles Spencer Chaplin foi o maior gênio do cinema (na minha opinião) e parte de seu sucesso se deve ao Carlitos, o personagem que o imortalizou e que estreou em suas obras quando Chaplin tinha apenas 24 anos.

Gottlieb Daimler já tinha 52 anos quando construiu seu primeiro veículo de quatro rodas, aquele que seria um dos primeiros automóveis bem-sucedidos do mundo.

É difícil e injusto dizer qual o maior feito realizado por Leonardo Da Vinci, portanto vamos considerar sua obra mais notória: a Mona Lisa, pintada quando ele tinha aproximadamente 55 anos.

Albert Einstein precisou de “apenas” 37 anos para realizar sua obra-prima, aquela que mudaria os conceitos da Física para sempre: a Teoria Geral da Realtividade.

O primeiro filme de Guerra nas Estrelas estreou em 1977, quando George Lucas tinha 33 anos.

Karl Marx, o pai dos comunistas lançou sua grande obra (O Capital) já na meia idade, aos 49 anos.

Ferdinand Porsche era quase um idoso quando finalmente desenvolveu o primeiro Fusca, aquele que seria um dos automóveis mais emblemáticos e revolucionários da história e embrião de outra lenda: o Porsche 352 que alçaria a Porsche aos status que tem hoje.

O cartunista Charles M. Schulz criou o Snoopy aos 27 anos. Pode parecer cedo demais, mas se considerarmos que Schulz desenhava desde criança, chegamos à conclusão de que ele precisou de 20 anos paraobter sua grande realização.

Ayrton Senna também precisou de 15 anos de aprimoramento até conquistar seu primeiro título aos 28 anos.

Se hoje vemos exemplos de sucesso e fortuna alcançados muito cedo e em muito pouco tempo, como Mark Zuckerberg que por acidente criou o Facebook ainda na adolescencia ou da dupla Brin/Page do Google…por outro lado vemos que outros realizadores levaram vários anos ou uma vida inteira para amadurecer sua arte e alcançar sua obra-prima. E pouco importa a natureza do sucesso de cada um ou o que significou para a humanidade, o ponto importante aqui, é chegar à conclusão de que tudo depende de tempo e esforço para acontecer. =)

Anúncios

Ayrton Senna do Brasil

Senna se tornou um mito não só por suas vitórias nas pistas de corrida, mas principalmente pela mensagem que passava a todas as pessoas que acompanhavam sua trajetória. Disciplina, equilíbrio, luta, determinação… era sua postura diante da vida. Muito acima de ídolos fracassados como Renato Russo e Cazuza que viviam drogados e metidos em orgias sexuais, Ayrton Senna era e ainda é exemplo de vida para a juventude. Melhor do que uma dramatização feita por Antonio Banderas como Ayrton Senna, este documentário inglês mostra a trajetória e faz uma homenagem ao  maior piloto de todos os tempos que completaria 50 anos agora em 2010.

Schumacher não é Senna

Rivais da pesada

Rivais da pesada

Michael Schumacher é um gênio das pistas, isto é fato. Mas será que ele teria alcançado sete campeonatos e números tão impressionantes se tivesse tido rivais à sua altura ao longo de toda sua carreira? Quando começou a brigar pela ponta, Senna faleceu…e quando Alonso, Kubika e Hamilton mostraram representar algum perigo, Schumacher se aposentou. Já Ayrton Senna só não passou do tricampeonato por ter duelado contra outros gênios ao longo de toda sua carreira: Prost, Piquet, Mansell (não era páreo para Ayrton, mas tinha sempre um carro superior), Nikki Lauda, entre outros.

Bruno não é Ayrton

Bruno não é Ayrton

Bruno não é Ayrton

O teste de Bruno Senna com um fórmula um está agitando o mundo do automobilismo, já que a maioria tem a esperança de que ele seja o tão esperado sucessor de Ayrton. Mas ter o mesmo sangue e o mesmo sobrenome não garante nada a ninguém. Basta lembrar da saga de alguns “herdeiros” que seguiram a trilha de seus ancestrais como Damon Hill que não se tornou um Graham Hill; Jacques Villeneuve que não chegou perto de ser como seu pai Gilles; Christian Fittipaldi que não brilhou como seu tio Emerson ou de Ralph que jamais terá o mesmo talento de seu irmão Michael Schumacher.

No caso do Bruno Senna, creio que ele não chegará ao mesmo sucesso de seu tio também, pois ele pode até ter algum talento, mas não parece ter aquela obstinação, perfeccionismo, inquietação e compenetração que o Ayrton tinha. Espero estar errado.