Paul McCartney, o cantor mais rico do mundo e o ranking dos 50+

Paul Mccartney ainda é o cantor mais rico do mundo, com cerca de 800 milhões de libras, de acordo com o site Celebrity Net Worth. A lista compilada pelo site lista 58 figurões, entre eles Mick Jagger, Phil Collins e Dave Grohl nas dez primeiras posições.

imagem: Paul McCartney

Mas o ex-Beatle está 200 milhões mais rico do que o segundo colocado, o líder do U2, Bono. Confira abaixo a lista divulgada pelo site:

 Paul McCartney £800m
 Bono Vox £600m
 Jimmy Buffett £400m
 Elton John £320m
 Mick Jagger £305m
 Sting £290m
 Phil Collins £250m
 Dave Matthews £250m
 Prince £250m
10º  Dave Grohl £225m
11º  Rod Stewart £220m
12º  David Bowie £215m
13º  Bruce Springsteen £200m
14º  James Hetfield £175m
15º  Axl Rose £150m
16º  Roger Waters £145m
17º  David Gilmour £130m
18º  Steven Tyler £130m
19º  Jon Bon Jovi £125m
20º  Anthony Kiedis £120m
21º  Sammy Hagar £120m
22º  Robert Plant £120m
23º  Bruce Dickinson £115m
24º  Eric Clapton £115m
25º  Brian Johnson £90m
26º  Ozzy Osbourne £90m
27º  Gwen Steffani £80m
28º  Eddie Vedder £80m
29º  Bob Dylan £80m
30º  Brian Wilson £75m
31º  Michael Stipe £75m
32º  Trey Anastasio £75m
33º  Joe Elliot £70m
34º  Peter Gabriel £70m
35º  John Fogerty £68m
36º  Steve Nicks £65m
37º  Roger Daltrey £65m
38º  Chris Cornell £60m
39º  Mark Hoppus £60m
40º  Tom DeLonge £60m
41º  Chris Martin £60m
42º  Billie Joe Armstrong £55m
43º  Liam Gallagher £50m
44º  Zack de la Rocha £50m
45º  Vince Neil £50m
46º  Steve Perry £45m
47º  Jon Anderson £45m
48º  Maynard James Keenan £45m
49º  Jonathan Davis £45m
50º  David Lee Roth £40m

Hendrix, o Rei da Guitarra

Sempre ouvi dizer que Jimi Hendrix é considerado o maior guitarrista da história. Mas para dizer a verdade, nunca tive nenhuma música dele em minhas playlists. Aliás, a única música que conhecia vagamente era “Hey Joe” e nada mais. Isso até ouvir a versão de Hendrix para  “All Along The Watchtower” tocando na Kiss FM

A partir daí passei a entender porque Jimi Hendrix é tão cultuado. Pelo menos eu tive a impressão de que embora muitos outros bons guitarristas toquem de forma esplêndida, tem alguns detalhes muito sutis (quase imperceptíveis) em sua sonoridade que tornam sua música tão única. Parte de seu estilo único vem do fato de ser canhoto e pela busca por novos efeitos sonoros que introduziu. Hendrix foi influenciado por artistas de blues como T-Bone Walker, B.B. King, Muddy Waters, Howlin’Wolf, Albert King e Elemore James e por guitarristas de rhythm & blues e soul como Curtis Mayfield e Steve Cropper. Frank Zappa que apresentou Hendrix ao recém-criado pedal de “wha-wha”, um pedal de efeito sonoro do qual Hendrix rapidamente se tornou mestre notável e que se transformou em parte integrante de sua música. E por falar em instrumentação, as guitarras Fender Stratocaster eram as preferidas por Hendrix  graças à alavanca de trêmolo, um dispositivo patenteado pela Fender que permitia a Hendrix “entortar” as notas e acordes inteiros sem que a guitarra saísse da afinação. O braço relativamente estreito da Strat, de fácil ação, foi também perfeito para o estilo envolvente de Hendrix e potencializou enormemente sua grande destreza – como pode ser visto em filmes e fotos, as mãos de Jimi eram tão grandes que lhe permitiam pressionar todas as seis cordas com apenas a parte de cima do seu polegar, e ele podia, pelo que dizem, tocar partes rítmicas e solos simultaneamente.

Hendrix foi também um revolucionário no desenvolvimento da amplificação e dos efeitos com a guitarra moderna. Sua alta energia no palco e volume elevado com o qual tocava requeriam amplificadores robustos e potentes. Durante os primeiros meses de sua turnê inicial ele usou amplificadores Vox  e Fender, mas ele rapidamente descobriu que eles não podiam aguentar o rigor de um show do Experience. Felizmente ele descobriu o alcance dos amplificadores de guitarra de alta potência fabricados pelo engenheiro de áudio inglês Jim Marshall e eles se mostraram perfeitos para as necessidades de Jimi. Assim como ocorreu com a Strat, Hendrix foi o principal promotor da popularidade das “Pilhas Marshall” e os amplificadores Marshall foram cruciais na modelagem do seu som pesado e saturado, habilitando-o a controlar o uso criativo de “feedback” (microfonia) como efeito musical.

Ainda hoje, dizem não haver músicos que toquem uma guitarra como Hendrix, mas muitos seguem sua técnica única e envolvente.  Os seus shows e musicalidade criaram fãs rapidamente, entre eles os guitarristas Eric Clapton e Jeff Beck, assim como os Beatles e o The Who, e também o ainda desconhecido Farrokh Bulsara, que mais tarde viraria a ser o grande Freddie Mercury. Já entre aqueles que foram influenciados por Hendrix, estão incontáveis músicos famosos e desconhecidos espalhados pelo mundo.

Moby – In This World

A força na voz de Jennifer Price interpretando esta música lembra um pouco de Janis Joplin. A música tem muita energia e bom gosto. O vídeo passa uma mensagem de se as pessoas passassem a olhar e dar valor às pequenas coisas da vida e a olhar com atenção ao seu redor, poderiam encontrar as respostas que tanto procuram em suas vidas.

Música: In This WorldAlbum: #18 Interprete: Jennifer Price Autor: Moby – Ano: 2002

Berlin 1979

A música instrumental de Brian Eno inserida no documentário “Spreeufer Süd-Ost” do programa “Reporter Berlinense” dirigido por Ingeborg Euler. O vídeo é um tour pelas ruas da Berlim de 1979 e ambientado pela música melancólica, passa uma impressão muito forte do ambiente da cidade no fim da década de 70.

Música: Dunwich Beach, Autumn 1960Album: Ambient 4 – On LandMúsico/Autor: Brian Eno

Video: Spreeufer Süd-OstDiretor: Ingeborg Euler Editor: Falko Brocksieper

Trashmen – Surfin Bird

Surfin Bird da banda americana Trashman entrou no ranking Bilboards em 1964. E foi regravada por várias bandas, como Ramones, Silverchair, The Cramps, Pee-Wee Herman e Equipe 84. Foi trilha sonora de filmes como Full Metal Jacket (Stanley Kubrik) e Pink Flamingos (John Waters) e do game Battlefield Vietnam.

A música é excêntrica e a performance do vocalista Tony Andreason é mais excêntrica ainda.