Hendrix, o Rei da Guitarra

Sempre ouvi dizer que Jimi Hendrix é considerado o maior guitarrista da história. Mas para dizer a verdade, nunca tive nenhuma música dele em minhas playlists. Aliás, a única música que conhecia vagamente era “Hey Joe” e nada mais. Isso até ouvir a versão de Hendrix para  “All Along The Watchtower” tocando na Kiss FM

A partir daí passei a entender porque Jimi Hendrix é tão cultuado. Pelo menos eu tive a impressão de que embora muitos outros bons guitarristas toquem de forma esplêndida, tem alguns detalhes muito sutis (quase imperceptíveis) em sua sonoridade que tornam sua música tão única. Parte de seu estilo único vem do fato de ser canhoto e pela busca por novos efeitos sonoros que introduziu. Hendrix foi influenciado por artistas de blues como T-Bone Walker, B.B. King, Muddy Waters, Howlin’Wolf, Albert King e Elemore James e por guitarristas de rhythm & blues e soul como Curtis Mayfield e Steve Cropper. Frank Zappa que apresentou Hendrix ao recém-criado pedal de “wha-wha”, um pedal de efeito sonoro do qual Hendrix rapidamente se tornou mestre notável e que se transformou em parte integrante de sua música. E por falar em instrumentação, as guitarras Fender Stratocaster eram as preferidas por Hendrix  graças à alavanca de trêmolo, um dispositivo patenteado pela Fender que permitia a Hendrix “entortar” as notas e acordes inteiros sem que a guitarra saísse da afinação. O braço relativamente estreito da Strat, de fácil ação, foi também perfeito para o estilo envolvente de Hendrix e potencializou enormemente sua grande destreza – como pode ser visto em filmes e fotos, as mãos de Jimi eram tão grandes que lhe permitiam pressionar todas as seis cordas com apenas a parte de cima do seu polegar, e ele podia, pelo que dizem, tocar partes rítmicas e solos simultaneamente.

Hendrix foi também um revolucionário no desenvolvimento da amplificação e dos efeitos com a guitarra moderna. Sua alta energia no palco e volume elevado com o qual tocava requeriam amplificadores robustos e potentes. Durante os primeiros meses de sua turnê inicial ele usou amplificadores Vox  e Fender, mas ele rapidamente descobriu que eles não podiam aguentar o rigor de um show do Experience. Felizmente ele descobriu o alcance dos amplificadores de guitarra de alta potência fabricados pelo engenheiro de áudio inglês Jim Marshall e eles se mostraram perfeitos para as necessidades de Jimi. Assim como ocorreu com a Strat, Hendrix foi o principal promotor da popularidade das “Pilhas Marshall” e os amplificadores Marshall foram cruciais na modelagem do seu som pesado e saturado, habilitando-o a controlar o uso criativo de “feedback” (microfonia) como efeito musical.

Ainda hoje, dizem não haver músicos que toquem uma guitarra como Hendrix, mas muitos seguem sua técnica única e envolvente.  Os seus shows e musicalidade criaram fãs rapidamente, entre eles os guitarristas Eric Clapton e Jeff Beck, assim como os Beatles e o The Who, e também o ainda desconhecido Farrokh Bulsara, que mais tarde viraria a ser o grande Freddie Mercury. Já entre aqueles que foram influenciados por Hendrix, estão incontáveis músicos famosos e desconhecidos espalhados pelo mundo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s