Estatística sobre roubo de motos no Brasil

O site Roubados.com.br recebe o cadastro de veículos roubados pelo Brasil inteiro. O cadastro do veículo é feito pelo proprietário e coleta informações como marca, modelos, ano de fabricação e local onde foi roubado ou furtado. Analisando o site, resolvi salvar os dados numa planilha, organizá-los e transformá-los numa estatística sobre o roubo de motocicletas no Brasil. A pesquisa abrange um total de 3.140 motocicletas furtadas ou roubadas em todo o território nacional. São 175 modelos diferentes de 26 marcas.

As mais “queridas” dos marginais 

Num universo de motos roubadas, a Honda seria o sol

Analisando os roubos por marca, nenhuma surpresa: a Honda é de longe a mais visada pelos bandidos. Mas aí entra a matemática, pois os roubos são diretamente proporcionais ao índice de vendas. Se tem mais Honda nas ruas, mais Hondas são roubadas.

As categorias onde o bicho pega

As motos da categoria city (urbanas) e as trail de pequena cilindrada são as mais roubadas. As motos de cross usadas em trilhas são mais roubadas do que custom e scooter, as menos prováveis de roubo.

 

A crise da meia-idade

Tá pensando em comprar uma moto velha para não chamar a atenção? Pois saiba que a pesquisa apontou que os modelos com mais de 10 anos de uso representam 19% das motos roubadas contra apenas 5% de motos com menos de dois anos de idade. Mas a grande maioria mesmo são as motos entre 6 e dez anos de uso.

Conclusão

Não disse aqui nada do que já se sabe: o roubo de veículos no Brasil é gritante. Este mapeamento serve como base para se identificar quais marcas, modelos e categorias são mais e menos seguras quanto a roubo. Os bandidos preferem sempre motocicletas com grande giro de mercado, mas tem também os ladrões oportunistas que roubam algo que se mostra muito fácil de ser levado. Portanto, é quase impossível prever onde e quando e se irá ocorrer um delito contra nossa propriedade. O importante é ter consciência do risco que se assume.

Anúncios

24 comentários

  1. Pingback: Áreas de risco para estacionar em São Paulo « Levi's Original
  2. Fábio · janeiro 18, 2012

    Onde entra na listagem a Honda XRE 300 ??

    • Levi's · janeiro 26, 2012

      Por incrível que pareça durante a pesquisa não havia nenhuma queixa de XRE 300 roubada nas listagens. Mas por parâmetro considere algo um pouco abaixo dos números da CB 300R.

    • Claudio · dezembro 20, 2012

      Porra, até a merda da pop os caras roubam. Não temos sossego mesmo.

    • Rafael · julho 18, 2013

      Onde consigo o % de motos roubadas por marca pelo numero de motos vendidas por marca???
      Essa estatística toda não serve pra nada, claro que Honda fica na frente já q vende mais… Precisamos saber exemplo… das Hondas vendidas quantas foram roubadas ?

    • Aparecido Rodrigues · outubro 24, 2013

      Eu tive minha moto furtada em itajai xre300 eop 1057 placa sp embu das artes.

      • Alexandre Pires · dezembro 2

        Aparecido, por acaso você tinha seguro da moto?
        Estou fazendo um estudo sobre esse assunto.
        Aguardo sua resposta.
        Obrigado.

  3. Alexandre · fevereiro 13, 2012

    seria bom saber em que período estes dados foram coletados, ou seja, qual a data de início e a data final dos roubos(furtos).

    • Levi's · fevereiro 13, 2012

      Boa noite, Alexandre. Os dados se referem ao período de 2007 até a data da publicação deste artigo. A data de coleta dos dados se estendeu do dia 19 ao dia 22 de setembro de 2011.

  4. Marcelo Munhoz · fevereiro 16, 2012

    Parabéns pelo artigo. Estou pesquisando a compra de uma nova moto e essa estatística ajuda bastante a avaliar o risco que corremos. Eu sempre quis estas informações. Valeu!!!

  5. Mário Kanehisa · maio 1, 2012

    Acredito que há variações por região, até mesmo por estado ou principais cidades (ou capitais). Vc tem estes dados? Moro em São Luís-MA e tenho uma bros esd 2011 e uma hornet abs 2012.

    • Levi's · maio 1, 2012

      Bom dia, Mário

      O site-fonte desta pesquisa, até disponibiliza opção para que o usuário informe o local onde ocorreu o delito. O problema é que o site não tem um formulário formatado com opções de cidade e estado. Ou seja, o próprio usuário digita o que quiser como local. Por exemplo, muita gente informava que o roubo ou furto ocorreu “perto de casa” ou “na minha garagem”, o que acaba tirando a precisão dos dados. Então para não comprometer a precisão da pesquisa, deixei esta parte da pesquisa de fora, já que não havia dados suficientes. Mesmo assim estou coletando dados para montar uma estimativa por região. O que posso te dizer, é que durante a pesquisa percebi que Pernambuco e Maranhão tem sim altos índices de roubo.

  6. RS · maio 9, 2012

    Hoje em dia tem revista de motos publicando quantas motos foram emplacadas no mês, ex:em janeiro de 2012 foram emplacados 399 Hornet e em fevereiro 2012 406 hornet, em 2011 foram emplacadas 5.897 unidades da Hornet e quantas Hornet modelo 2011 foram roubadas em 2011? se for pela % não roubam muitas Hornet, seria legal montar uma tabela deste tipo. O problema que nem todos que são roubados ou furtados cadastram as motocicletas.No site motoroubada.com.br só tem uma Hornet 2011 cadastrada. Se precisar de ajuda para montar estamos ai.Obrigado

  7. Fox · agosto 21, 2012

    cara trabalho na investigação de furtos e roubos de veículos, gostaria de saber se é possivel vc me fornecer tal planilha, para que possa ter um controle estatistico dos veículos sinistrados na minha região.

  8. Mauricio · novembro 6, 2012

    Cara, sempre pesquiso o seu site !!! Achei fantástico a pesquisa que efetuou !!! Parabéns

    • Levi's · novembro 7, 2012

      Obrigado Maurício,

      Estou começando a me preparar para atualizar esta pesquisa com novos dados. E se houver informações fiáveis, desenvolver este mesmo estudo cruzando com a localização dos lugares onde estes roubos mais ocorrem. Até lá!

  9. levi · maio 11, 2013

    bom dia chara vc poderia me informar o furto da suzuki b king 1300 ??? abrsss levi

  10. Gastti · dezembro 4, 2013

    A verdade é uma só,

    O mercado de peças usadas é que “sustenta” esse número de roubos absurdo do qual somos vítimas todos os dias. Esse mercado é “mantido” por interesse de grandes corporações que engloba fabricantes, revendas e as seguradoras.

    Tudo começa pelos fabricantes em consórcio com as revendas que cobram preços absurdos por peças de reposição, o que estimula o mercado de peças usadas, que por sua vez é suprido pelo desmonte de motos roubadas.

    Olha que interessante, uma moto segurada sofre sinistro por colisão, ai o perito da seguradora concluí que o conserto é economicamente inviável e indeniza o proprietário. Ai as seguradoras oferecem ao “público” as motos sinistradas nos leilões da vida para que as motos sejam arrematadas e “reparadas” pelo cidadão comum. Veja bem o anacronismo, para as seguradoras que têm um enorme poder de barganha para adquirir as peças necessárias no reparo de uma moto por um preço bem mais baixo que o mercado, conclui que o conserto é inviável. Logo a pergunta se resume ao seguinte, o conserto é inviável para seguradora, uma empresa dotada de elevado poder econômico, e torna-se viável para o cidadão comum sem nenhum poder de barganha para comprar peças de procedência legal??? De onde vocês acham que virão essas “peças” para que o reparo “compense” para o arrematante???

    Tem outro detalhe, na equação que determina o prêmio do seguro a ser pago pelo cidadão, o índice de roubo é extremamente impactante, o que eleva substancialmente esse valor, resumindo, as seguradoras “estimulam” os roubos e furtos e ganham mais dinheiro com isso.

    Se as autoridades quisessem realmente acabar c/ os furtos e roubos de motos e carros, era só exigir dos fabricantes e revendas que comercializassem as peças de reposição pelo dobro do preço de uma moto nova, como é feito em qualquer país civilizado, e proibir o comércio de motos e carros sinistrados pelas seguradoras. As seguradoras teriam que implantar estruturas para elas efetuarem o desmonte dos carros e motos, e ai sim elas poderiam compor lotes de peças de desmonte e comercializar em leilão ou diretamente com outra empresa, e o material que não tivesse condição de reaproveitamento deveria ser comercializado com empresas de reciclagem. Basta fazer isso que o roubo e furto de motos e carros iria simplesmente despencar.

    Gastti

  11. Gustavo · março 13, 2014

    Essa pesquisa tem um viés. Se a honda é a marca que mais vende, é claro que irá ter mais roubos e furtos, pois o universo dela é maior que as outras marcas portanto além do melhor mercado, ela também tem um maior potencial de aparecer nas estatísticas..

  12. andre · março 19, 2015

    A tabela apresenta o total de motos roubadas para cada modelo, mais apropriado seria apresentar a fração (numero de roubos dividido pelo total em circulação). Aí sim teríamos uma medidada da probabilidade de ser roubada. Do jeito que está, pouco se pode concluir. Por exemplo, apenas uma BMW foi roubada, mas se só tinha uma em circulação, então a probabilidade de uma BMW ser roubada é de 100%.

  13. antonio · março 3, 2016

    Parabens pelo trabalho…..pq infelizmente …nao podemos mais ter o que nos agrada e sim o que agrada menos aos marginais !

  14. Alexandre Pires · setembro 22, 2016

    Levi’s, excelente esse seu artigo.
    Gostaria de saber se você atualizou os dados ou posso continuar a considera-los relativamente atualizados?
    Abraços.

    • Levi's · novembro 10, 2016

      Boa noite, Alexandre.

      Estou em vias de formatar outro post atualizado sobre este tema.

      Abraço!

      • Alexandre Pires · novembro 11, 2016

        Bom dia, Levi’s. Vou aguardar a atualização. Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s