Uma resposta

Este artigo é uma resposta ao seguinte comentário feito no artigo Pobres Mulheres Árabes. São 4 fotos de quatro mulheres que estão entre milhares que sofreram agressão pelos motivos mais torpes e que raramente alcançam justiça simplesmente por serem mulheres.

Vai pensando q é por aí q a banda toca…
Procure conversar com mulheres árabes ou muçulmanas antes de falar esse tipo de coisa. Ñ digo q seja mentira oq essa moça escreveu, mas é raro acontecer isso, apenas em alguns lugares onde o alcorão é levado ao pé da letra, então vai por mim que é minoria. E aqui no Brasil a gente também ñ pode falar mto ñ… mesmo sendo um país conhecido pela liberdade sexual das mulheres, temos altos índices de violência contra a mulher.
As mulheres árabes já tem mto mais conquistas do q se imagina e se autovalorizam muito mais do q mta mulher ocidental.
Leia este texto da revista Carta Capital: http://www.cartacapital.com.br/internacional/rebelioes-destruindo-os-estereotipos-das-mulheres-arabes
É fácil julgar todas por alguns casos isolados.
Bjos!

Cherry Candy


É verdade que não só no Brasil, mas no mundo inteiro existe violência contra a mulher… mas um erro não justifica o outro. Sim! Mulheres brasileiras sofrem agressões brutais também, mas aqui e na grande maioria dos países estas agressões são repudiadas social, cultural, religiosa e legalmente. O problema é que no mundo muçulmano tais agressões são até incentivadas como forma de “corrigir” e “servir como exemplo” a outras mulheres. As mulheres ali estão abandonadas a própria sorte, já que a justiça e o governo que deveria protegê-las, prefere não intervir em questões familiares que resolvem suas diferenças na base de uma violência secular e tribal que continua existindo até hoje.

Outro ponto crítico é o fato de que os agressores na maioria das vezes são homens da própria família, como irmãos, pais, tios, maridos, etc. Não importa se apenas uma ou cem mil mulheres sofrem agressões, ou se estas agressões acontecem em lugares isolados ou em grandes cidades… estes detalhes não fazem diferença para milhares de garotas e mulheres que sofrem por terem nascido em determinado país, em determinada cidade ou religião.

E agora pergunto à moça que formulou o comentário acima: se você pudesse escolher, em qual dos dois países você preferiria nascer? No Canadá ou no Paquistão?

Anúncios

2 comentários

  1. Jonas Pieroni · junho 17, 2011

    isto e muito triste eu estou chocado

  2. Cherry Candy · janeiro 18, 2012

    Olá.
    Só vi o post hoje e por mero acaso… mas como vc deixou a pergunta, então vamos à resposta.
    Então, no Paquistão realmente o Alcorão é praticado bem ao pé da letra. Obviamente que não concordo com os métodos que eles utilizam e as formas de “punição”. É triste ver o que foi feito com essas mulheres por motivos banais.
    Porém em alguns países como Líbano e Turquia, as mulheres já tem sim muitos direitos, os quais sempre foram permitidos pelo Alcorão, como a trabalhar e estudar. Também usar maquiagem, dirigir, mas a vestimenta ainda tem que preservar o corpo, como por exemplo usando uma blusa que cubra os quadris, tenha pelo menos manga 3/4 e até mesmo calças (inclusive jeans).
    O fato é que como todo livro sagrado, sempre tem um leque de interpretações baseada numa linguagem utilizada na época. Com a bíblia é assim.
    Mas sim, muitas mulheres muçulmanas ainda tem muito que conquistar, principalmente em países como Arábia Saudita, Paquistão, Kwait (que são os que me lembro agora), onde as leis religiosas são bem mais rigorosas.
    Quanto a nascer no Paquistão. Fico pensando que talvez se eu tivesse nascido lá e criada com aquela cultura, talvez eu respeitasse como também poderia ter sido uma vítima dela. Quanto ao Canadá, bem, eu não conheço nenhum canadense e nem muito a cultura do país para dizer se gostaria de nascer lá ou não.
    Mas se tratando de religião, eu creio que a maioria cega as pessoas e a única na qual eu realmente acredito, é a do amor ao próximo e à natureza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s