Futebol & frustração

Marcelo Ferrelli/Gazeta Press

 

É fácil de acontecer: dois times rivais se enfrentam num jogo clássico ou decisivo…um deles (logicamente perde) e pronto! Os torcedores enfurecidos partem para a ignorânica: é briga generalizada, paulada, pancada, tiros, bombas de efeito moral e covardias de todos os tipos. O mais recente foi o caso do Corinthians que perdeu um jogo para um time sul-americano e foi eliminado da Libertadores (eu acho). Foi o suficiente para um bando de marmanjos desocupados e frustrados invadirem o C.T. do time e praticar vandalismo e ameaçarem alguns jogadores de morte.

Pessoas que de alguma forma são frustradas com suas vidas, acabam se agarrando a coisas que as façam se sentir “vitoriosas”. O cara não tem emprego, é semi-analfabeto, mal educado e incapaz de progredir na vida…então ele passa a “fazer parte” de um time de futebol (mesmo que seja como um simples torcedor) e a partir daí, todas as glórias e vitórias do time, passam a ser dele também. Esta passa a ser sua fonte de sucesso social. Mas quando o time perde, vem à tona sua frustração, não só com o futebol, mas com sua vida inteira. Por isso é fácil ver marmanjos chorando como mocinhas nos estádios, se degladiando como animais pela rua e tudo porque o XV de Itapopóca venceu o Burintia nas quartas de final. O futebol é um esporte, e como dizem por aí, esporte é saúde. Mas em todo caso, futebol as vezes é sinônimo de doença.

É incrível a comoção social que o futebol exerce sobre estes alienados, pois se a população reagisse violentamente contra as faucratuas do governo, assim como reagem quando o Burintia perde, nossos governantes nos respeitariam mais. Quando o Corinthians perdeu o tal jogo, alguns fanáticos-torcedores ameaçaram o Roberto Carlos de morte, mas quando os deputados federais aumentaram seus salários de R$ 12 mil para R$ 27 mil numa sessão secreta, ninguém os ameaçou ou foi lá protestar. Não estou dizendo que devemos sair por aí ameaçando e matando deputados, nem muito menos as pessoas devam deixar de assistir futebol, mas que seria melhor a população canalizar suas energias para o que realmente interessa (bem estar social) e buscar coisas que os tornacem vitoriosos de verdade e não apenas nos resultados de jogos de futebol.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s